Alunos que escrevem a mão compreendem melhor as aulas

Estudo na Universidade de Princeton apontou que, apesar de quem usa o notebook fazer mais anotações, quem escreve a mão compreende melhor as palavras do professor e exercita mais o cérebro e a memória.

0
948

Escrever à mão é um dos métodos mais tradicionais de fixação de conteúdo. O que você provavelmente não sabia é que anotar no papel pode te deixar mais inteligente, segundo um estudo realizado por pesquisadores das Universidades de Princeton e da Califórnia, nos EUA. (baixe o relatório final da pesquisa em PDF)

Durante a pesquisa foram analisados grupos de estudantes que faziam anotações por computador e outro que fazia anotações no caderno. Os alunos que escreveram à mão se saíram significativamente melhor em provas do que aqueles que digitaram as matérias da aula.

Uma explicação seria que, apesar de conseguir anotar mais informações quando se está no notebook, quem escreve à mão compreender melhor as palavras do professor e depois transpassa para o papel em suas próprias palavras.

Além disso, escrever no papel ajuda a colocar os pensamentos em ordem e exercita o cérebro e a memória.

Ouça a matéria veiculada na rádio CBN sobre o tema:

Fontes: Rádio CBN e Catraca Livre

Compartilhar
Hélio Teixeira - Cientista-chefe do Centro de Estudos e Pesquisa em Ciência de Dados e Inteligência Artificial do IHT - é um estudioso da aprendizagem e da criatividade humanas como processos segundo ele "participativos e sociotecnicamente distribuídos." Sua pesquisa busca entender o que ele chama de "estruturas sociotécnicas de pertencimento necessárias à emergência da aprendizagem e da criatividade nos grupos humanos, concebidos como sistemas complexos." Ele adota uma abordagem transdisciplinar, articulando saberes da ciência da complexidade, ciências da aprendizagem, psicologia social, design participativo, inteligência artificial e psicologia cognitiva. Cientista de dados especializado em modelagem de dados e inteligência artificial algorítmica. Apaixonado por Modelagem Baseada em Agentes, com predileção pelos ambientes Mesa/Python e NetLogo, e pelo desenvolvimento de algoritmos de inteligência artificial. É fundador do Instituto Hélio Teixeira (IHT), do ColaboraLab e do Programa Letramento Tecnológico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here